Tuesday, June 05, 2007

SEM TÍTULO

Por que deturpam tanto as palavras? Por que? Está aí uma ótima pergunta. Sem resposta prévia ou precisa. Cada cabeça é um mundo... Vários "infinitos particulares"... Um cachorro diz não quando é sim... Mas ele não deturpa... Não tem consciência disso... Apenas o faz de livre e espontânea vontade... Os seres humanos sim! Estes deturpam tudo que se move, que respira... Dicionário é uma palavra que paradoxalmente está excluída dele mesmo. O "pai dos burros" está gradativamente perdendo sua utilidade. Apenas virando um enfeite de estantes. Outras mais estão obsoletas, caretas, renegadas... Que sejam! Estão perdendo a serventia... Estão perdendo o lugar... Repaginadas, resignificadas, reestruturadas... A nova sociedade e sua nova cultura burra e festivamente vanguardista não sabe absorver ou assimilar... Sabe apenas destruir o que é legado e com suas invencionices e neologismos criar monstruosidades. Fica sempre a sensação de "estranheza no ninho" e uma pergunta igualmente sem resposta: "Será que pertencemos ao mundo em que estamos?" Na vida se aprende uma coisa e na maioria das vezes se pratica outra. Uma espécie de defesa, muro, barreira... [...] Continua depois... Acho que não... Quem sabe um dia? Não quero eu deturpar palavra alguma. Nada de contradições...


_Um tal Sérgio_

2 comments:

Arthur Araújo said...

hummm.... já repensou seu texto? ele pode estar derturpado!! hehehe

Nas palavras de Gandhi: "Seja a mudança que você deseja ver no mundo."

Achei bem original o que escreveu, escreve bem.

Abração meu fio, flw!!!!

Amanda said...

Jão!!não sabia (ou lembrava) que vc escrevia tão bem... tava aqui cansada de digitar e decidi dar um rolé na net e suas palavras refrescaram a minha sedenta alma!!! gostei muito dos seus textos e do seu blog!! bjo!